RDesc Portable

Gerenciador de downloads portátil para RapidShare e afins

RDesc Portable é um gerenciador de downloads completo, que você leva no bolso e que funciona para várias páginas diferentes. Prepare o HD porque o bicho vai pegar. Ler descrição completa

PRÓS

  • Compatível com os sites mais populares
  • Controle da velocidade de download
  • Download em lote
  • Grátis

CONTRAS

  • Design fraco

Excelente
-

RDesc Portable é um gerenciador de downloads completo, que você leva no bolso e que funciona para várias páginas diferentes. Prepare o HD porque o bicho vai pegar.

RapidShare, MediaFire, GigaSize, DepositFiles e MegaUpload são apenas algumas das páginas usadas para compartilhar todo tipo de conteúdo online. Você pode baixar uma variedade grande de arquivos, mas as esperas e as restrições são sempre as mesmas. Já pensou em usar um gerenciador de arquivos especial para essas páginas?

O RDesc Portable simplifica o processo de download nesse tipo de páginas. Apesar de ter um design fraquinho e de estar só em inglês e espanhol, o aplicativo é muito intuitivo e fácil de utilizar. Clique no ícone com o símbolo “+” para adicionar os links dos arquivos que você quer baixar.

Também pode usar o atalho de teclado CTRL+A para abrir a janela de inserção de links. Com o RDesc Portable você adiciona vários links e baixa todos os arquivos ao mesmo tempo sem esperas desnecessárias. Quer desligar o PC assim que o download concluir? O RDesc Portable inclui essa opção.

Para tornar o trabalho ainda mais fácil, o RDesc Portable captura de forma automática os links guardados na área de transferência e importa todos os endereços URL disponíveis de uma web. Instale o RDesc Portable no computador e comece a economizar tempo já.

RDesc Portable é compatível com

RDW, RD2
RDesc Portable

Download

RDesc Portable 2.33

— Opinião usuários — sobre RDesc Portable

  • katito43

    por katito43

    "Ruim"

    O mesmo já baixa em Poirtuguês mas não funciona com o depositfiles, mesmo marcando a opção de gerenciar os downloads des... Mais.

    escrito em 24 de outubro de 2009